Cali: Museo del Oro Calima

Hoje, iremos conhecer a Área Cultural do Banco de la República! A Área Cultural em Cali possui um Centro de documentação Regional, o Museu de Ouro Calima, duas salas de exposições, uma sala de música, um auditório e uma sala de oficinas.

O mais legal é que a entrada é totalmente gratuita! 🙂

Vamos lá conhecer?

KC2_08
Primeiramente, visitamos uma sala de exposições com a Exposição Temporária:La Expedición Helvética de 1910 y la presencia suiza en Colombia’ (A Expedição Helvética de 1910 e a presença suíça na Colômbia). Esta exposição faz parte do programa ‘Colecciones que inspiran’ e tem como objetivo divulgar o trabalho científico de Eugène Mayor e Otto Fuhrmann (1914), além de mostrar algumas curiosidades documentais sobre a presença suíça na Colômbia.

Depois… fomos a segunda sala de exposições com a Exposição Itinerante:Tolima milenário: un viaje por la diversidad’ (Tolima milenário: uma viagem pela diversidade). Esta exposição é sobre o Estado de Tolima (vizinho do Estado do Valle del Cauca), uma região montanhosa com amplas planícies e vertentes que facilitaram a comunicação e difusão de ideias e objetos culturais desde tempos ancestrais. Possui uma rica história que tem sido revelada pelas investigações arqueológicas realizadas a partir da década de 40, no século XX, e que tem se consolidado nos últimos anos graças ao respaldo acadêmico da Universidade de Tolima.

O objetivo da exposição é mostrar mais de perto a história do povoamento deste Estado destacando a diversidade ambiental e humana presente nas transformações da paisagem e na produção de seu material cultural. Muito interessante! Tinha peças de ouro e cobre, além de cerâmica.
KC2_09

KC2_10
Enfim… chegamos ao Museo del Oro Calima!!! Mas… o que é Calima? É a região situada sobre a cordilheira Ocidental à noroeste de Cali onde está situado o famoso lago Calima (ainda vamos visita-lo!).
KC2_11
As investigações arqueológicas recuperaram mais de 9.000 anos de história, encontrando vestígios pertencentes a diferentes sociedades que habitaram essa região em diferentes épocas: o Pré-cerâmico dos primeiros habitantes seminômades e os denominados Ilama, Yotoco, Malagana e Sonso, entre os grupos sedentários.
KC2_12

Ilama

Até o ano 1.500 a.C. já existiam na região aldeias construídas em pequenos espaços abertos na selva, onde habitavam agricultores. Estes grupos se destacaram pela fabricação de uma cerâmica muito elaborada conhecida com o nome de Ilama. Seus vestígios se encontram no meio dos vales dos rios Calima e Dagua, nas vertentes do Pacífico.
KC2_13

Yotoco

Nos primeiros séculos da nossa era se observou uma mudança nos materiais arqueológicos indicando a presença de uma nova cultura. Os habitantes deste novo período, conhecido como Yotoco, se expandiram além dos territórios ocupados por seus predecessores. Sobre a cordilheira Ocidental e no meio do vale do rio Cauca foram encontradas as tumbas dos caciques daquela época; nelas são abundantes os adornos de ouro, cerâmica e pedra.

Entre os adornos de ouro usados pelos caciques e governantes se destacam os ‘poporos’, pequenos recipientes nos quais se guardava a cal moída usada para mastigar as folhas de coca. Esta planta sagrada se utilizava nos bailes e rituais, e também durante as largas jornadas de trabalho, já que ajudava a evitar a canseira e o sono.
KC2_14

Malagana

No solo plano do vale do rio Cauca, onde se encontra hoje o município de Palmira, foram encontrados ricos cemitérios com adornos funerários produzidos por peças diferentes, ainda quando relacionadas com as culturas Ilama e Yotoco. Entre o ano 200 a. C. e 200 d. C. surgiu nessa região uma sociedade relacionada com as culturas mencionadas, conhecida pelo nome de Malagana.

Sobressai na cultura Malagana a destreza tecnológica e os grandes objetos de ouro, como máscaras, diademas e peitorais. Os ‘poporos’ com motivos de animais indicam que a coca foi importante também nesta região.
KC2_15

Sonso

Entre os anos 700 e 900 de nossa era apareceram à região grupos humanos diferentes que estabeleceram seus povoados sobre os vestígios das aldeias anteriores. A arqueologia chama esta nova cultura de Sonso; seus vestígios se estendem sobre um território ainda mais amplo que os dos habitantes da cultura Yotoco-Malagana e se prolonga até a época da conquista espanhola.

Mesmo que essa cultura tenha sido muito numerosa, seus líderes não ostentavam as riquezas dos caciques do período anterior. Estes novos governantes foram enterrados dentro de sarcófagos de madeira em tumbas profundas com algumas cerâmicas e armas de madeira.
KC2_16
A região do meio vale do rio Cauca foi conquistada pelos espanhóis na primeira metade do século XVI; a melhor parte da população nativa desapareceu no curso dos seguintes 100 anos por obra das matanças, trabalhos forçados e enfermidades. Ao Valle del Cauca chegaram 1500 pessoas africanas trazidas pelos conquistadores para o trabalho agrícola e mineração. A população atual desta região é produto da miscigenação de indígenas, africanos e europeus.
KC2_17
O museu foi inaugurado em 9 de maio de 1991 e sua coleção possui 615 peças de ouro, cerâmica, pedra, madeira, concha, osso e objetos etnográficos. O legal é poder percorrer as salas na companhia de animadores pedagógicos (eles não chamam de guia) que contam de uma maneira diferente a história.

O museu também oferece Maletas Didáticas que são pequenas exposições que o professor monta em sala de aula. Contém objetos indígenas atuais ou réplicas de peças de ourives e cerâmica pré-colombiana, e fragmentos arqueológicos originais de cerâmica, osso, pedra ou concha que tem entre 500 ou 2.000 anos de antiguidade. Cada maleta é acompanhada de uma cartilha para o professor que explica os objetivos e temas, além de sugerir múltiplas atividades e leituras para aprofundar o tema.

Pois é… foi bem legal e interessante! Pena que não deu tempo para conhecer o Centro de Documentação Regional e a Sala de Música. 😦

Bom… deixo com vocês um vídeo sobre o museu.

E se você quiser mais informações é só clicar: Banco de la República – Cultural.

Bom… por hoje ficamos por aqui. Até o nosso próximo post sobre Cali para crianças!

Hasta luego! 😉

Anúncios

Um comentário sobre “Cali: Museo del Oro Calima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s