10 livros SÓ de patinhos

Hoje iremos conferir uma lista dos melhores livros SÓ de patinhos!

Pois é… essa lista foi inspirada no Pépe, um dos nossos Babies, que no mês de junho participou do projeto Abraço Quentinho.

Vamos lá conferir?

10 PATINHOS DE BORRACHA
CB_38
Escrito e ilustrado pela premiada artista Graça Lima, este livro conta as estripulias de dez patinhos irmãos que não param quietos.

A cada dupla de páginas um deles se distrai com alguma coisa e sai de cena. De subtração em subtração, as crianças acompanham o caminho decrescente dos dez primeiros algarismos, em situações divertidas e cheias de movimento.

Escrito em versos curtos e de rima simples, Dez patinhos se destina tanto às crianças pequenas, que acompanham a leitura feita pelos pais observando as coloridas ilustrações, quanto àquelas que estão aprendendo a contar.

O PATINHO USA PENICO
CB_39
Um livro sobre o desfralde.

A mãe diz que o patinho já é um patinho grande e precisa usar o penico. Mostra as tentativas e erros até ele conseguir usar o troninho. Depois de muito tentar… e de se esforçar… Ele consegue! Cresceu!

Todo cartonado, durinho. Ilustrações grandes e coloridas. Muito fofo!

SETE PATINHOS NA LAGOA
CB_40
Sete patinhos e um jacaré esfomeado estão juntos em uma mesma lagoa: o resultado desse encontro só pode ser uma divertida confusão!

Construindo uma narrativa em versos rimados, Caio Riter nos conta a história de sete frágeis patinhos que precisam enfrentar o insistente e esperto Barnabé.

Para saciar o seu apetite, esse enorme jacaré vai se utilizar das mais variadas artimanhas. Ora escondido no fundo da lagoa, ora utilizando diferentes disfarces, ele vai engolindo um a um os pequenos filhotes.

E agora? Será que algum dos filhotes conseguirá escapar?

ISAC, O PATO QUE NÃO FAZIA QUAC
CB_41
Com lindas ilustrações, esse livro fala sobre timidez. Isac é um patinho que nunca sabe o que dizer. Todos os seus amigos vivem puxando conversa, mas ele fica mudo, não consegue abrir a bico.

Um dia, ele sai em busca do que dizer e encontra duas raposas mandonas. Elas dão várias ordens a Isac que, apesar de saber QUE não devia obedecer, não consegue dizer não. Ao se deparar com um grande perigo, ISAC perde a mudez e passa a fazer QUAC.

Além dessa história divertida, o livro traz uma série de atividades que podem ser desenvolvidas por pais e professores junto às crianças, e que vão estimular a criatividade, ajudar a aprimorar a leitura e criar o hábito de ler.

O PATO MANDÃO
CB_42
Esse é um livro robusto, de capa firme, com páginas bem coloridas e ilustradas, inteligentemente escrito para ensinar crianças mandonas a partir de 2 anos o valor da amizade, bem como a importância de compartilharem brinquedos e brincadeiras.

Trata-se de uma história divertida onde uma gansa viaja e deixa um pato responsável pelos cuidados de uma lagoa.

No entanto, ele se envaidece e se empolga um pouco na função e, ignorando a vontade da maioria dos moradores da lagoa, passa a proibir aquilo que ele não gostava de fazer.

Com o tempo, os amigos começaram a ir embora e o pato precisa mudar de atitude para recuperar os amigos e mantê-los por perto.

O PATO POLIGLOTA
CB_43
Esse conto envolve uma menina que adora animais, um cachorro e um gato que se odeiam e um pato poliglota.

Por meio de situações e desafios do cotidiano com os quais o pequeno leitor poderá se identificar, além de fatos inesperados e divertidos, o livro propõe uma reflexão sobre diferenças, respeito e comunicação significativa.

Não basta falar e ouvir ou mesmo ficar calado… Todas essas são formas de comunicação que esperam compreensão e respeito. E é disso que trata essa breve história, direta em sua mensagem, singela e divertida em sua forma.

O traço contemporâneo de Elcerdo contribui para o envolvimento do pequeno leitor.

TER UM PATINHO É ÚTIL
CB_44
O livro quadradinho, cartonado e em formato sanfona segue a narrativa de um menino contando como é útil ter um patinho. Ao fim da divertida historinha, a surpresa vêm ao perceber que o outro lado do livro reserva a história “como é útil ter um menino” pelo ponto de vista do patinho.

Mesma história, mesmas ilustrações e um ponto de vista completamente diferente.

O texto e as ilustrações são da Marisol Misenta, que assina como Isol, escritora argentina de livros infantis que passou pela Escuela Nacional de Bellas Artes de Buenos Aires e trabalhou antes de se firmar escritora como professora de artes. Em 2013, ela recebeu o prêmio Astrid Lindgren pelo conjunto de sua obra.

O PATO, A MORTE E A TULIPA
CB_45
O autor Wolf Erlich Erlbruch aborda a temática da morte de maneira leve e com ilustrações delicadas.

Por meio da relação entre o pato e a morte, o autor aproxima as personagens, de forma que na qual cada uma delas trará a outra um pouco de seu universo, estabelecendo, assim, uma bonita amizade entre eles.

É interessante perceber como o autor, através de traços leves e cores claras, ilustra sua narração, dando um tom de ingenuidade, no entanto sem abandonar a profundidade do tema.

Realmente… um livro que trata a morte com muita delicadeza. Recomendo!

A LENDA DO PATINHO AZUL
CB_46
Esse livro é um tratado antibullying, contra as discriminações, pró-amizade e amor. Uma fábula que encantará pessoas de todas as gerações.

A partir da trajetória de um pequeno pato que nasce com uma coloração diferente da de seus irmãos e demais animaizinhos de sua espécie, o leitor é levado a sentir as dores, sonhos, angústias, sentimentos sinceros da avezinha na batalha contra as humilhações e desconfianças. Um ser que busca voos de amor e compreensão que tanto sente ao coração. Patinho é humilhado pelos irmãos e colegas destes, além da desconfiança do pai, e então resolve fugir do local onde morava e buscar outros seres e mundos que possam aceitá-lo, além de sua mãe que o ama.

E na jornada do patinho vamos encontrar uma raposa astuta e hipócrita, uma coruja perspicaz, galinhas adoráveis e carinhosas, até a história culminar em um final lírico e plácido de uma suave melodia melancólica a trazer mais amor aos corações que brilham junto com estrelas aos céus.

E para fechar com chave de ouro…

O PATINHO FEIO
CB_47
No meio do ninho da mãe pata apareceu um ovo cinza e bem maior que os demais. A pata chocou todos sem distinção. Ao nascerem os patinhos, achou um deles estranho, mas mesmo assim resolveu criá-lo. Apesar da acolhida, este filhote sentia-se um verdadeiro patinho feio.

Um dia, cansado daquela situação, o patinho foge para bem longe e passa por vários apuros. E, quando chega o verão, descobre sua verdadeira origem.

Nesta obra, além das ilustrações, o leitor pode conhecer, por meio de um apêndice explicativo, a história de Andersen, descobre como surgiu a ideia de escrever a desventura do cisne que nasce no meio de uma ninhada de patos e vê algumas das diversas representações do protagonista.

Não podíamos deixar de fora esse clássico!

Uia! Várias opções de patinhos para ler com as crianças!!!

Gostaram? Qual livro VOCÊ já leu com as crianças? Escreva nos comentários! Gostaria muito de saber!

E nas próximas postagens teremos mais e mais patinhos… Fique atento!

Boa leitura!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s